• M.A.Goulart

Adaptação em um novo país: tudo o que você precisa saber

Adaptação em um novo país é um processo desafiador para quem deseja ter a experiência de morar fora, seja para aprender uma nova língua ou até mesmo para trabalhar.

Já pensou sobre isso? Se ainda não, saiba que é importante considerar o assunto. Afinal, ninguém quer voltar mais cedo do intercâmbio, se frustrar rapidamente ou ver o sonho virar pesadelo, não é mesmo?

Por esse motivo, vamos apresentar quais são as situações desafiadores com relação à adaptação e como é possível se preparar para elas. Quer descobrir? Acompanhe abaixo e boa leitura!

Quais são os desafios da adaptação em um novo país?

A preparação para uma viagem envolve muitos aspectos. É necessário pesquisar uma boa agência, tirar o passaporte, organizar a documentação e, muitas vezes, solicitar o visto. Questões como essas e até mesmo financeiras são importantes e, claro, precisam ser resolvidas.

Porém, como está a sua própria bagagem emocional para o intercâmbio cultural? Pois é, ela fundamental para que você possa enfrentar os seguintes desafios:

Choque cultural

Viver em outro país significa sair da zona de conforto para descobrir uma nova cultura. Não é exagero dizer que você reaprenderá a fazer coisas básicas, como se fosse um bebê descobrindo o mundo novamente.

Será preciso se adaptar ao clima, à língua, às regras e costumes e até mesmo à comida. Sabe aquele arroz com feijão na hora do almoço? É possível que você não encontre isso em outro país.

Nova língua

Mesmo que você estude uma língua estrangeira antecipadamente, isso não é garantia de que chegará no exterior bastante fluente e sem nenhuma dificuldade para se comunicar.

Assim como acontece no Brasil, nos outros países as pessoas têm sotaque, usam gírias e se expressam de forma diferente. Assim, é natural que ocorra um choque inicial e um receio de falar.

Dificuldade de expressão

O brasileiro é conhecido pelo jeito expansivo, caloroso e acolhedor. Ao encontrar um conhecido, é comum dar um beijo no rosto ou um abraço.

No entanto, essa forma de agir não faz parte do costume de todos os lugares do mundo. Por isso, expressar-se pode ser um desafio para a adaptação em um novo país.

Pessoas diferentes

Ao fazer as malas e partir para o intercâmbio, você deixará de ter um contato presencial e diário com familiares, amigos e namorada ou namorado.

Além da necessidade de se familiarizar com o ambiente, língua e cultura, também será preciso estabelecer um relacionamento com novas pessoas e que são bem diferentes do que você estava acostumado.

Sensação de não pertencer ao lugar

Sim, fora do país de origem é muito comum sentir-se como um estranho no ninho, como se fosse um intruso no lugar. Essa sensação acontece principalmente no início da adaptação em um novo país, mas pode ser recorrente ao longo de toda a duração do intercâmbio.

📷

Como estar bem preparado para enfrentá-los?

Em primeiro lugar, ter expectativa é normal, mas não exagere. O lugar para onde irá provavelmente não estará todo focado em recebê-lo e atender todas as suas demandas.

Depois, também é importante encarar o intercâmbio como se fosse a fonte para a realização dos seus objetivos, evitando concentrar o pensamento na carência, naquilo que falta ou que não era como você esperava.

Por fim, abrace as diferenças e tenha em mente que quanto maiores elas forem, melhor para o seu próprio crescimento como pessoa.

E, diante das dificuldades, persista e saiba que para tudo tem uma solução. Lembre-se também de procurar ajuda, como por meio de um treinamento intercultural.

Quer saber como ele funciona? Então, entre em contato com a gente e descubra com facilitar a sua adaptação em um novo país! Boa viagem!


Fonte: andreasebben

0 visualização

UNIDADE BRASIL

Sede Porto Alegre: Rua Comendador Caminha nº 312, Salas 501/502, bairro Moinhos de Vento, PORTO ALEGRE/RS – Brasil

UNIDADE PORTUGAL

Rua Ivens, 42, 1 Andar, 1200-807

Chiado, Lisboa - Portugal

 

©2019 por Saulo Andrade