• M.A.Goulart

RS tem o maior percentual de cancelamentos de benefícios em pente-fino do INSS

Índice de cancelamento de auxílios-doença chega a 82% no Rio Grande do Sul contra 75% no país

Realizado desde agosto de 2016, o pente-fino do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)já economizou 1,2 bilhão e revisou mais de 120 mil benefícios no Rio Grande do Sul. Percentualmente, o Estado lidera o ranking no Brasil em taxa de cancelamento de benefícios.

No Estado, serão revisados 91 mil auxílios-doença e cerca de 98 mil aposentadorias por invalidez, sendo que, deste total, cerca de 120 mil já foram revisados. O percentual de cancelamento de auxílios-doença é de cerca de 82% contra 75% na média do Brasil. No caso da aposentadoria por invalidez, o percentual de cancelamento é de 32% contra 30% no país.

Em entrevista ao Gaúcha Atualidade, na manhã desta terça-feira (14), o ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, detalhou os números e o processo de revisão de benefícios, que já gerou economia de R$ 10,3 bilhões no país. No Brasil, quase 1 milhão dos 1,5 milhão de benefícios já foram revisados.

Conforme Beltrame, é difícil explicar por que a taxa de cancelamento de benefícios é maior no Rio Grande do Sul, já que “não se pode dizer que os trabalhadores do RS sejam mais doentes do que no restante do país”. Ele acredita, no entanto, que possa haver relação com a judicialização:

– É difícil estabelecer um nexo causal disso, mas talvez tenha relação com a quantidade de casos judicializados, que é maior no Sul do que no restante do país. É importante dizer que, no caso dos auxílios-doença no RS, 100% foram concedidos, em algum momento, por via judicial. No caso das aposentadorias por invalidez, cerca de 30%.


Fonte: gauchazh

4 visualizações

UNIDADE BRASIL

Sede Porto Alegre: Rua Comendador Caminha nº 312, Salas 501/502, bairro Moinhos de Vento, PORTO ALEGRE/RS – Brasil

UNIDADE PORTUGAL

Rua Ivens, 42, 1 Andar, 1200-807

Chiado, Lisboa - Portugal

 

©2019 por Saulo Andrade